Online citations, reference lists, and bibliographies.
← Back to Search

Tratamento Artroscópico Da Instabilidade Anterior Do Ombro: Estudo Retrospectivo De 159 Casos

Arnaldo Amado Ferreira Neto, Gilberto Luis Camanho, Alessandro Monterroso Felix, Eduardo Benegas, Alexandre Carneiro Bitar, Lucas Busnardo Ramadan, Eduardo Angeli Malavolta

Save to my Library
Download PDF
Analyze on Scholarcy
Share
OBJETIVO: Análise dos resultados de 159 pacientes com instabilidade anterior do ombro submetidos ao tratamento artroscópico de janeiro de 2001 a dezembro de 2005. MÉTODOS: Estudo retrospectivo de prontuários com dados completos. RESULTADOS: Em 108 pacientes notou-se a lesão de Bankart e em 62 pacientes a lesão do tipo SLAP estava presente. Utilizou-se em média 2,7 âncoras. Apresentaram complicações 42 casos; 14 tinham dor aos esforços, 12 tinham algum grau de diminuição da rotação externa, 16 apresentaram recidiva. Os pacientes que evoluíram com complicações utilizaram em média 2,5 âncoras, enquanto naqueles sem complicações a média foi de 2,8 (p<0,05). De 35 pacientes com lesão óssea da borda anterior da glenóide 8 tiveram recidiva e de 124 casos sem fratura 8 recidivaram (p<0,05). De 113 pacientes com primo-luxação traumática 12 evoluíram com limitação da rotação externa enquanto em 46 casos atraumáticos nenhum apresentou limitação (p<0,05). Dos casos que apresentavam lesão SLAP 11 evoluíram com dor, enquanto que nos casos sem esta lesão três apresentaram dor (p<0,05). CONCLUSÃO: Houve maior índice de recidiva na presença da lesão óssea da borda anterior da glenóide. Dor pós-operatória foi mais frequente quando presente a lesão SLAP. Limitação da rotação externa está relacionada com instabilidade traumática.