Online citations, reference lists, and bibliographies.
← Back to Search

Função Sexual E Incontinência Urinária Por Esforço Em Mulheres Submetidas à Histerectomia Total Com Ooforectomia Bilateral

Soany de Jesus Valente Cruz, Valéria Costa dos Santos, Erica Feio Carneiro Nunes, Cibele Nazaré Câmara Rodrigues

Cite This
Download PDF
Analyze on Scholarcy
Share
RESUMO O objetivo deste artigo é avaliar o índice de função sexual de mulheres submetidas à histerectomia total com ooforectomia bilateral (HT-OB), a prevalência de incontinência urinária por esforço (IUE) e sua associação com a realização desse procedimento cirúrgico em um hospital de referência em Belém (PA). Foram incluídas 162 mulheres, com vida sexual ativa, alocadas em dois grupos: aquelas que realizaram HT-OB em período superior a 12 meses (n=68), e aquelas que não realizaram (n=94). Utilizou-se o questionário female sexual function index (FSFI) para avaliação da função sexual, e um questionário desenvolvido pelos pesquisadores para coletar dados sociais, econômicos e clínicos, incluindo informações quanto à presença de IUE. O valor de significância foi definido como p<0,05. Houve diferença significativa no índice de função sexual entre o grupo HT-OB e o grupo-controle, com escore geral do FSFI de 23,56 e 28,68, respectivamente (p=0,0001). Os domínios desejo, excitação, lubrificação (p<0,0001), orgasmo (p=0,04), satisfação (p=0,0006) e dor (p=0,015) apresentaram escores inferiores em mulheres histerectomizadas. A prevalência de sintomas de IUE no grupo HT-OB foi de 35,3%, sendo observada associação significativa entre a presença desses sintomas e a realização da histerectomia (p=0,02). Mulheres que realizam HT-OB têm maior risco de disfunção sexual, e este procedimento cirúrgico é associado ao desenvolvimento de IUE.